Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário aos Caracóis

Diário aos Caracóis

21
Nov21

Obrigada medo meu

aMarques

Todos temos os nossos medos, todos temos aquelas sombras negras, que em algum momento, se libertam do seu canto do nosso inconsciente e mostram-se fortes para nos fazer abrandar no caminho.


Apesar de chatas, são importantes, se soubermos trabalhar em conjunto com elas.


Se o medo não existisse, nunca teria conhecido a coragem, a vitória, a superação...


Neste momento eu sinto medo, as sombras que andavam calmas no meu inconsciente vieram á tona para me lembrar que estou prestes a iniciar um caminho com riscos, ás vezes este medo faz-me chorar e querer colo, mas hoje apetece-me abraçar o medo, apetece-me agradecer-lhe por ter estado sempre lá a fazer-me agir com cautela, apetece-me agradecer pelas vezes que me fez recuar com toda a razão de ser, apetece-me dizer-lhe que não estou chateada com ele por me fazer ficar com o peito apertado, apetece-me abraça-lo e dizer-lhe que tem o meu perdão pelas vezes que me atrasou e pedir-lhe desculpa pelas vezes que o ignorei e segui em frente sem o levar a sério.


Muitas vezes tendemos a separar as emoções boas das más, mas até que ponto isso é correcto? Todas elas não passam de emoções simples que nos ajudam a experienciar tudo a todos os segundos... seria como dizer que os dias de calor são bons e os dias de chuva são maus... que disparates, ambos são estados climatéricos simplesmente e bem necessários.


Hoje apeteceu-me ter consciência que tenho medo, mas também tenho coragem... por isso tenho fé que daqui a um ano sensivelmente possa olhar para trás de mão dada com a superação e reconhecer a vitória de todas as minhas emoções.

16
Nov21

O bom filho a casa retorna

aMarques

Ia jurar que tinha apagado a minha conta... passei por aqui apenas para cuscar sobre a vida dos outros ... da forma mais real possível, uma vez que nas redes sociais todos são lindos, ricos e saudáveis, motivo pelo qual me lembro porque não tenho uma única rede social.


Acabei por ler apenas os meus próprios posts e questionar-me "porque raio haveria eu de ter apagado o meu blog?", provavelmente alguma discussão comigo própria... não me lembro.


Feitas as contas, fiquei contente... senti saudades de escrever para mim.


Bem... por hoje sinto-me satisfeita de ter dado o ar da minha graça por estas bandas aconchegantes... estou com vontade de escrever tudo sobre estes meses que se passaram, mas ao mesmo tempo nem sei por onde começar, aconteceu mesmo muita coisa de facto.


Para já, estou apenas feliz por aqui estar, já é qualquer coisa.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub